Gamificação de forma descomplicada na Pedagogia






A gamificação tem sido uma verdadeira tendência no que tange o aprendizado. Estando presente em ambientes como empresas multinacionais e, é claro, escolas e instituições de ensino de todas as faixas de idade.

Gamificação é uma tradução do termo inglês Gamification, e é usada para definir a aplicação de elementos de jogos em atividades que não são jogos. Ou seja, a gamificação é o uso de elementos e conceitos presentes nos jogos eletrônicos, mas em outros tipos de atividades. No processo pedagógico significa usar as estratégias próprias dos jogos para tornar o processo de aprendizado mais atrativo, valendo-se de comportamentos naturais do ser humano como competitividade, socialização, busca por recompensa e prazer pela superação.

Quando essa forma de gamificação é bem aplicada, um pedagogo consegue excelentes resultados em seu trabalho.

Alguns dos elementos mais adotados nos processos de gamificação, em diversos ambientes e contextos, são:

Avatares
Desafios e Quests
Sistemas de rankings por desempenho
Sistema de prêmios, recompensas por meta ou desempenho alcançado

Nos processos de gamificação, jogos podem ser utilizados, mas não é absolutamente necessário utilizá-los. O importante mesmo é a presença dos elementos comuns dos games e seu uso principalmente para a aprendizagem ativa.

Entendido isso, fica fácil definir que a gamificação na educação é o processo de usar elementos dos games no ensino. Com o objetivo direto de utilizar os elementos e pontos positivos dos jogos para estimular e facilitar a aprendizagem dos alunos.

Aprenda como usar a gamificação de forma descomplicada na educação para aumentar a motivação e criar experiências memoráveis para os alunos. Clique aqui!

Não resta dúvida que um ambiente lúdico e divertido em sala de aula através da gamificação é uma ótima forma de capturar a atenção dos alunos, estimulando não apenas o desenvolvimento cognitivo do estudante, mas também competências socioemocionais como  o trabalho em equipe e a colaboração.

Para trazer as estratégias dos games para a sala de aula, o professor precisa encorajar os alunos a se envolver na tarefa. É necessário pensar em um sistema que promova recompensas e dificuldades crescentes de acordo com a progressão do aluno, liberando tarefas mais difíceis a cada objetivo conquistado.

Os feedbacks imediatos dão segurança ao aluno e permitem que refaça a estratégia para vencer os desafios. Dividir os estudantes em equipes também estimula a aprendizagem colaborativa e o engajamento. Além disso, o professor pode utilizar recursos tecnológicos, como aplicativos para celular ou tablet, para dinamizar a aula. Dessa forma, os alunos se sentirão ainda mais motivados pela possibilidade de usarem seus próprios celulares e poderão ser encorajados a continuar a tarefa em casa, favorecendo a autonomia.

Aproveitando aplicativos para celulares no contexto escolar, o professor torna possível a integração das novas tecnologias à sala de aula, transformando esse dispositivo em aliado no processo de ensino-aprendizagem. A gamificação proporciona principalmente um novo olhar do aluno sobre a aprendizagem: um processo que pode e deve ser divertido e desafiador.

A gamificação pode ser uma grande aliada no desenvolvimento dos alunos, sobretudo quando é pensada para incentivar as forças e superar as dificuldades individuais de cada estudante.

Infelizmente, ainda são muitos os profissionais da pedagogia que não conhecem bem esses benefícios, e não aplicam em seu trabalho. Se quiser aprender a usar gamificação na sua aula usando apenas o Google Drive, clique aqui!

Sou a Dani, a atendente do Quero Conteúdo e posso te indicar cursos e ebooks sobre esse assunto.. Entre em contato conosco através do Email, do Whatsapp ou do Messenger

Comente:

Nenhum comentário