Calculo de Gotejamento na Enfermagem





O cálculo de medicação e gotejamento é uma etapa importante do tratamento de saúde, mostrando-se fundamental tanto para a recuperação dos pacientes quando para a prevenção de eventuais problemas ao longo da abordagem terapêutica.  É importante lembrar que o cálculo de gotejamento é utilizado tanto para soluções de hidratação como soluções medicamentosas.

O cálculo de medicação e gotejamento de soro é o procedimento necessário para garantir a administração por via endovenosa dos medicamentos e demais volumes prescritos pela equipe médica na quantidade correta e pelo período de tempo adequado.

O objetivo é estabelecer a quantidade de gotas a serem infundidas a cada minuto, definindo a velocidade de infusão de acordo com o horário determinado, com atenção para as informações sobre as doses e as unidades de medida de cada prescrição.

Conhecendo os equipos mais utilizados no ambiente hospitalar, o enfermeiro deve saber também que a versão macrogotas equivale a 20 gotas/mL, enquanto o tipo microgotas equivale a 60 gotas/mL.

Outra informação a ser avaliada para calcular o processo de gotejamento é que uma gota equivale a três microgotas, que é a aferição dada pelos principais tipos de equipos usados no ambiente hospitalar. Dessa forma, para calcular o gotejamento das infusões em gotas, é necessário entender a fórmula:

Gotas (gts) = volume (mL)/tempo (horas) x 3

Então, para calcular o gotejamento de uma solução de 500 mL de volume, no período de 6 horas, o resultado será:

Gotas = 500mL/6 (h) x 3 = 28 gotas

Se o cálculo for em microgotas, então, o resultado será:

Microgotas = 500 mL/6 horas = 84 gotas

O enfermeiro mensurará o tempo para "correr" a medicação, considerando os demais cuidados que são requeridos para esse paciente.

Existem outras variáveis da fórmula que devem ser consideradas, principalmente quando o médico prescreve em volume/minuto. Nesse caso, a fórmula mais adequada é:

Número de gotas/min = volume x 20 / valor em minutos.

Importância do cálculo do gotejamento

Quando o médico elabora uma prescrição medicamentosa, ele se baseia na duração do efeito da medicação e na velocidade na qual o produto deve ser infundido na veia do paciente. Esse procedimento garante efetividade e pode proteger o doente do vazamento de substâncias vesicantes, que podem contribuir para o aparecimento ou a complicação de feridas.

Sendo assim, após a elaboração desse documento, a enfermagem deve interpretar as informações, diluir e reconstituir os medicamentos na forma de pó liófilo e, em seguida, calcular o gotejamento dos que serão administrados por via endovenosa.

Apesar de essa tarefa ser complexa em termos clínicos, o cálculo, em si, é simples de ser executado, utilizando regras de três para a obtenção do volume e da velocidade da medicação a ser infundida, conforme visto.

No entanto, após a conferência do cálculo, cabe aos enfermeiros executar a abertura do equipo e cronometrar o número de gotas que pingarão da solução medicamentosa prescrita para se certificar de que está na velocidade recomendada.

Antes de terminar esse texto, vou te dar uma dica se quiser se aprofundar neste assunto. O Fantástico Treinamento Cálculo de Medicamentos | Guia definitivo é um treinamento totalmente em vídeo aulas que ensina o aluno passo a passo do início ao fim como resolver qualquer cálculo de medicamento usando as transformações de unidades, as fórmulas e regra de três de forma fácil e definitiva. Clique aqui e saiba mais!


Sou a Dani, a atendente do Quero Conteúdo e posso te indicar cursos e ebooks sobre esse assunto.. Entre em contato conosco através do Email, do Whatsapp ou do Messenger

Comente:

Nenhum comentário