Tipos de ataque no Voleibol






O inicio de construção de ataque no Voleibol tem início no saque do adversário. e essa construção passa por uma boa recepção, que possibilitará o levantador escolher como se dará o ataque, que tem vários tipos.

Ataques de extremidade

Esses podem ser divididos genericamente por paralela e diagonal. A diagonal pode ser quebrada em longa, média, curta e o meio da quadra: classificação determinada pela distância que a bola cai em relação à atacante.

Já a paralela é o corredor entre a atacante e a linha lateral mais próxima. Alguns usam o termo 'paragonal', como uma variação na situação que a bola não fica exatamente no corredor e não chega à metade da quadra para ser considerada uma diagonal.

Ataques de meio

São aqueles ataques com bolas rápidas e que costumam buscar as linhas laterais e/ou os bicos da quadra. Como são bolas rápidas, a marcação do bloqueio e a defesa têm que estar mais atentos ao enfrentar essas atacantes.

Jogadas de ataque

As jogadas que são mais utilizadas no universitário são: o tempo frente (TF) ,tempo costas (TC), o chute (CH) e a china (CN).

O TF e TC são bolas rápidas bem próximas à levantadora, podendo variar como tempo esquerdo (TE), em que a bola fica mais próximo do ombro esquerdo da atacante, facilitando a angulação para diagonal oposta.

O CH é uma bola acelerada próxima da extremidade da ponta, e a CN é uma bola acelerada na extremidade da saída.

Por último, mas não menos importante, algumas fintas de bolas mais lentas como a "largadinha", buscando buracos na defesa adversária.

E a 'caixinha' que é uma desaceleração do ataque, à procura do contrapé da defesa, tentam surpreender a organização do time adversário.

De modo geral, o universitário utiliza essas ações ofensivas, variando de treinadora para treinadora e equipe para equipe.

Levando em conta o que foi dito até aqui, temos uma ideia de como é construído o processo de ataque no voleibol.

É importante ressaltar que os exemplos dados no texto não são regras. Eles podem e devem variar conforme a idade, nível técnico e variabilidade tática.

Além disso, sofrendo interferência também as características individuais e cada treinadora na montagem do time, como o olhar, o embasamento e sua experiência.

Quer enriquecer suas aulas de Voleibol? Conheça o guia Voleibol 300+, com mais de 300 exercícios de Voleibol e o Curso online Como Montar Treinos de Voleibol: Da Iniciação ao Alto Rendimento - Com VÍDEOS e APOSTILAS.


Sou a Dani, a atendente do Quero Conteúdo e posso te indicar cursos e ebooks sobre esse assunto.. Entre em contato conosco através do Email, do Whatsapp ou do Messenger

Comente:

Nenhum comentário