Exercícios para fonemas surdos e sonoros





O som que produzimos é emitido através das cordas vocais, passando pela faringe e transmitido pela boca.
Quando a glote está totalmente aberta, permitindo a passagem da corrente de ar, as cordas não vibram para produzir o som, neste caso, o fonema é chamado de surdo.
Já quando a glote encontra-se fechada, a corrente de ar instiga as cordas vocais as fazendo vibrarem e produzirem o fonema sonoro.
As trocas entre fonemas surdos e sonoros são muito comuns na fala e na escrita das crianças. Isso acontece quando a criança não percebe a sutil diferença entre dois sons da fala que são produzidos da mesma maneira, tendo como única diferença a vibração ou não da prega vocal.
Os fonemas surdos são: /p/, /t/, /k/ e os sonoros: /a/, /e/, /i/, /o/, /u/, /b/, /d/, /v/, /z/ e etc.
Pela grande incidência, se faz necessário materiais inovadores que facilitem as sessões de terapia e aumentem a produtividade. Por esse motivo, um trabalho de prevenção e estimulação do bom desenvolvimento de fala e escrita nas escolas, voltado para a consciência desses fonemas(sons da fala) é extremamente importante.

Dica Importante:

Esse curso é baseado nos livros COMO TRABALHAR COM SURDOS E SONOROS e mostra a teoria que embasou os 30 exercícios práticos do livro de leitura e escrita e as 3 atividades do livro jogos.
São 7 video aulas totalmente online.

Sou a Dani, a atendente do Quero Conteúdo e posso te indicar cursos e ebooks sobre esse assunto.. Entre em contato conosco através do Email, do Whatsapp ou do Messenger

Comente:

Nenhum comentário