Terapia com Cavalos






A Equoterapia é, portanto, um método de reabilitação e educação que trabalha o praticante de forma global, pois exige a participação do corpo inteiro, contribuindo, assim, para o desenvolvimento do tônus e da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo, equilíbrio, aperfeiçoamento da coordenação motora, atenção, autoconfiança e auto-estima.
A prática da equoterapia objetiva benefícios físicos, psíquicos, educacionais e sociais de pessoas portadoras de:
Deficiências física ou mental, causadas por:
- lesões neuromotoras de origem encefálica ou medular;
- patologias ortopédicas, congênitas, ou adquiridas por acidentes diversos;
- disfunções sensório-motoras.
Necessidades educativas especiais ou distúrbios:
- evolutivos;
- comportamentais;
- de aprendizagem.

Por quê o Cavalo?
Os equinos são utilizados por vários motivos, mas, principalmente, por motivos psicológicos e físicos. No campo psicológico, o cavalo transmite uma sensação de força e poder. Ao longo dos milênios, foi a cavalo que o homem conquistou e dominou seus adversários. Nele, o cavaleiro participa como um todo, contribuindo para o aprimoramento da força muscular, do relaxamento, da conscientização do próprio corpo, do desenvolvimento do equilíbrio e da coordenação motora, essenciais para o indivíduo se manter de pé ou andar.

O cavalo ideal para equoterapia
- o cavalo deve ser um atleta;
- fazer andamentos de forma suave e com harmonia;
- deve ter o passo ritmado, cadenciado, de baixa frequência, com possibilidade de baixa e alta velocidade, sem mudar a cadência;
- altura máxima de 1,55m;
- ter o dorso mediano;
- garupa não muito horizontal nem muito vertical;
- deve ter um bom engajamento natural;
- deve possuir linhas harmônicas;

Eu sou a Dani, a atendente do Quero Conteúdo. Conheça a página de Cursos online com dezenas de assuntos e a página de Ebooks - Livros Digitais .
Nossas Redes Sociais: Twitter , Facebook , Instagram , Pinterest e Youtube .
Entre em contato conosco através Email, no Whatsapp ou no Messenger


Comente:

Nenhum comentário