Guia completo de Pilates no Solo ou Mat Pilates






A execução do Mat Pilates ou Pilates no solo depende única e exclusivamente da força do próprio corpo para realizar os exercícios, e quase sempre o desafio é que você vença a gravidade, ou seja, que você consiga sustentar seu peso corporal nos mais diversos movimentos que você fará contra a ação da gravidade.

Essa força vem especialmente da ativação do que chamamos no Pilates de "Power House"ou "Casa de Força", que são um conjunto de músculos profundos, especialmente o transverso abdominal e os multífidos, que quando ativados, promovem estabilidade e sustentação para todos os movimentos que você necessita fazer.

Outro diferencial do Pilates solo é que essa modalidade oferece mais dificuldades que a feita com exercícios, pois ele exige uma consciência corporal, força, alongamento e equilíbrio, sendo assim é importante você como instrutor preparar seu aluno para executar movimentos com uma maior complexidade.

Outro adendo que aumenta o grau de dificuldade é que geralmente se utiliza a bola, foam roller, dentre outros acessórios para a execução.

Os exercícios utilizam o próprio corpo e oferecem uma maior dificuldade na execução, por isso o instrutor precisa estar atento se é a modalidade certa para o aluno iniciar, pois os iniciantes e intermediários irão ter maior dificuldade na execução correta, o que pode não se encaixar nas expectativas deles.

Os exercícios que compõem o método envolvem contrações isotônicas (concêntricas e excêntricas) e, principalmente, isométricas, com ênfase no que Joseph denominou power house (ou centro de força).

Este centro de força é composto pelos músculos abdominais, transverso abdominal, multífido e músculos do assoalho pélvico, que são responsáveis pela estabilização estática e dinâmica do corpo. Então, durante os exercícios, a expiração é associada à contração dessas musculaturas e do diafragma.

A estabilidade do CORE é essencial para o equilíbrio de carga apropriado dentro da coluna vertebral, pélvis. O chamado núcleo assim como o grupo de músculos do tronco que envolve a coluna vertebral e as vísceras abdominais.

Abdominais, glúteos, cintura pélvica, paravertebrais e outros músculos trabalham em conjunto para proporcionar estabilidade espinhal.

Benefícios:

Corrige postura;
Aumenta a concentração;
Tonifica a musculatura;
Ajuda na coordenação motora;
Aumenta a resistência física e mental;
Aumenta flexibilidade;
Alivia dores musculares;
Melhora a respiração;
Auxilia na prevenção contra a osteoporose;
Promove bem-estar e eleva a autoestima;
Relaxa;
Ajuda no controle de peso;
Melhora o equilíbrio

Os 34 movimentos criados por Joseph são:

Hundred
Roll Up
Roll Over with Legs Spread
One Leg Circle
Rolling Back
One Leg Stretch
Double Leg Stretch
Spine Stretch
Rocker with Open Legs
Cork-Screw
Saw
Swan-Dive
One Leg Kick
Double Kick
Neck Pull
Scissors
Bicycle
Shoulder Bridge
Spine Twist
Jack Knife
Side Kick
Teaser
Hip Twist
Swimming
Leg Pull – Front
Leg Pull
Side Kick Kneeling
Side Bend
Boomerang
Seal
Crab
Rocking
Control Balance
Push Up

Basicamente, o Pilates solo se baseia em exercícios sem ajuda de molas, cama e equipamentos em geral que auxiliam na prática dos movimentos, esse método depende única e exclusivamente da força do próprio corpo para realizar os exercícios.

As técnicas da modalidade tradicional e do Mat Pilates são muito eficazes e, depois de pouco tempo de treino, é bem provável que os alunos notem diferença no seu corpo


Vou te apresentar um guia completo de Pilates no solo para tirar todas as suas dúvidas sobre o método. É um curso como um curso presencial, com os mesmos protocolos de avaliação, tratamentos e exercícios que podem ser utilizados para seus clientes.

Sou a Dani, a atendente do Quero Conteúdo e posso te indicar cursos e ebooks sobre esse assunto.. Entre em contato conosco através do Email, do Whatsapp ou do Messenger

Comente:

Nenhum comentário