Atuação da Fisioterapia Respiratória






A fisioterapia respiratória é uma excelente técnica utilizada para a prevenção de doenças em crianças e adultos. Em pediatria, ela facilita a saída da secreção, permitindo que a criança respire melhor e com menos esforço, diminuindo a tosse e o cansaço e favorecendo uma melhor qualidade do sono e alimentação.

Além disso, a fisioterapia promove a abertura das vias aéreas inferiores do pulmão que, muitas vezes, se fecham devido à inflamação dos brônquios. Nesse sentido, quando a técnica é realizada no início dos sintomas, elimina a necessidade de medicamentos orais ou injetáveis.

Os cardiopatas, clínicos ou cirúrgicos, também têm na fisioterapia uma importante aliada na recuperação, já que nas últimas décadas a reabilitação respiratória tem sido integrada como umas das principais formas terapêuticas para o tratamento da cardiopatia associada aos medicamentos e às mudanças de hábitos alimentares e comportamentais.

A depender do quadro clínico do paciente, alguns procedimentos são mais indicados que outros. Para proporcionar resultados efetivos, é importante que o fisioterapeuta avalie a disfunção e trace o melhor plano de tratamento, selecionando a técnica mais eficaz.

Exercícios respiratórios

Embora aparentemente simples, os exercícios respiratórios são fundamentais para o tratamento de algumas enfermidades — tais como a pneumonia severa e o acúmulo de secreção pulmonar após cirurgias que demandam repouso absoluto, por exemplo.

Nesses casos, o fisioterapeuta analisa o quadro do paciente e supervisiona os exercícios indicados para cada objetivo terapêutico. Para garantir a execução correta e eficaz, é comum que dispositivos respiratórios específicos sejam utilizados. São eles:

  • incentivadores respiratórios, que podem ser classificados como a fluxo ou a volume (que mensura volumes inspirados durante o exercício);
  • terapia com pressão positiva, que se vale de dispositivos que mantém o pulmão expandido durante o exercício, por geração de fluxo de ar ou por resistência de orifício.

Higiene brônquica

Indivíduos que retém secreção — e desejam facilitar sua mobilização e eliminação por meio da tosse — são frequentemente encaminhados à fisioterapia respiratória, com recomendação específica à higiene brônquica.

Para executá-la, as técnicas utilizadas são:

  • drenagem postural, na qual o posicionamento do paciente se vale da gravidade e favorece a drenagem da secreção;
  • manobras manuais, que empregam percussão, vibrocompressão e tosse assistida;
  • expiração com pressão positiva, que implica na utilização de dispositivos capazes de exercer pressão expiratória, facilitando a eliminação da secreção via tosse.

Como vimos, a fisioterapia respiratória utiliza técnicas para o tratamento e a prevenção de doenças que afetam o sistema respiratório. Para tanto, os fisioterapeutas adotam exercícios que ajudam na expectoração e ampliação da capacidade pulmonar, melhorando a qualidade de vida dos pacientes.

Portanto, a fisioterapia respiratória pode ser descrita como um conjunto de intervenções voltadas à prevenção e à recuperação de disfunções pulmonares. O objetivo é melhorar a qualidade de vida dos pacientes, atenuando desconfortos e tratando doenças.

image.png

E-book completo Bronquite, sua causas, sintomas, como se cuidar para poder curar os sintomas, evitar danos permanentes e viver normalmente. Clique aqui e saiba mais!

Sou a Dani, a atendente do Quero Conteúdo e posso te indicar cursos e ebooks sobre esse assunto.. Entre em contato conosco através do Email, do Whatsapp ou do Messenger

Comente:

Nenhum comentário