A resistência física no Voleibol de Praia






O voleibol de praia é um esporte diretamente derivado do voleibol de quadra, cuja estrutura do esporte é a mesma do voleibol tradicional: uma quadra dividida em duas partes por uma rede. As duas grandes diferenças é que o voleibol de praia é jogado em solo de areia, e sua equipe pode ser formada por dois a quatro jogadores.

A resistência pode ser definida como a capacidade psicofísica do indivíduo resistir à fadiga, podendo manifestar-se sob a forma de resistência muscular localizada e geral; aeróbia ou anaeróbia, de curta, média e longa duração; resistência de força, resistência de força rápida e resistência de velocidade. Já o termo endurance, que é amplamente utilizado, significa a capacidade de resistência aeróbia de longa duração, ou seja, a capacidade de manter contrações musculares por um período de tempo prolongado.

No voleibol de praia, é a aptidão física que possibilita ao atleta suportar as sensações desagradáveis causadas pelo cansaço durante um treinamento e durante um jogo. Um jogador pode ser capaz de realizar a atividade requerida em uma seção do treinamento, na globalidade do treinamento, na atividade de um jogo, na atividade de mais de um jogo diário (ocorre nos campeonatos), enfim atuar por longos períodos de tempo, continuadamente.

O jogo de Vôlei de Praia é uma atividade física intermitente que se constitui de uma série de "rallies" (bola em jogo), que são estímulos físicos intensos e de curta duração (atividade anaeróbica), e intervalos (bola morta) entre os mesmos, que os jogadores têm um momento de descanso. O treinamento deve ter as mesmas características, ou seja deve ser fraccionado com estímulos de alta intensidade e períodos de descanso.

A fim de manter a qualidade técnica ao longo desses inúmeros "rallies" e recuperar-se nos curtos períodos de intervalo - de 20 segundos (intervalo entre uma bola em jogo e outra) a 1 minuto (tempo para descanso, permitido na regra), enfim, a duração completa de um treinamento e/ou de um jogo é necessário que o atleta desenvolva alguns tipos de endurance, a seguir enumerados.

Tipos de Resistência.

a - Resistência de Força Explosiva e de Velocidade (Anaeróbica).

Quando a atividade física caracteriza-se por contrações de grande massa muscular, em velocidade elevada. Exemplo: um bloqueio, uma cortada ou uma sequência de bloqueios ou cortadas em curto espaço de tempo.


b - Resistência Lática (Anaeróbica).

Quando a atividade física é intensa, com uma duração compreendida entre 15 segundos e 1 minuto. Exemplo: um "rally" no qual o jogador recebe o saque, desloca-se para o ataque, executa a cortada, é bloqueado, recupera a bola, afasta-se e aproxima-se para outra cortada.


c - Resistência Aeróbica.

A soma de "rallies" (estímulos anaeróbicos de curta duração) em uma partida constitui uma atividade física aeróbica, ou seja, de longa duração e que envolve grandes grupamentos musculares. Exemplo: o próprio jogo, que tem duração de 30 a 60 minutos e durante o qual o jogador tem movimentação constante.


- Treinamento da Resistência

Para adquirir, melhorar ou aperfeiçoar essa valência física, o treinamento pode ser realizado de duas maneiras distintas:

- por meio de Atividade Contínua - que consiste na utilização de qualquer tipo de atividade física, desde que envolva grandes grupamentos musculares e produza uma freqüência cardíaca na faixa de 120 a 150 batimentos por minuto. Para os jogadores de Vôlei de Praia a Corrida Longa, na Areia, é o ideal.

De modo alternativo e a fim de quebrar a rotina (às vezes maçante) do treinamento, o mesmo resultado pode ser obtido por meio do ciclismo ou bicicleta ergométrica, natação, remo, etc... Evidentemente, é necessário que o treinador faça a correspondência apropriada;

- por meio de Atividade Intervalada - que se caracteriza pelo fracionamento da distância a ser treinada, ou seja, uma série de estímulos intensos intercalados com intervalos para descanso ou atividade moderada. Esse tipo de treinamento deve ser extremamente bem organizado para que os objetivos sejam atingidos sem riscos para a saúde do atleta. Cabe ao treinador, de posse da avaliação individual, estipular:

- o número, a duração e a intensidade dos estímulos;

- a duração e número de intervalos;

- a atividade a ser realizada durante os intervalos;

- controlar a freqüência cardíaca, uma das referências indicativas da intensidade do treinamento.

Os jogadores de Vôlei de Praia podem realizar a atividade intervalada na areia e também em bicicleta ergométrica, na natação, etc...

 Aspectos Negativos e Flagrantes que se Verificam pela Insuficiência da Resistência:

- diminuição da velocidade:
- de deslocamento,
- de reação,
- de movimento;
- diminuição da força explosiva;
- descoordenação motora;
- perda da autoconfiança e conseqüente descontrole emocional.

O treinamento de endurance é caracterizado pelo alto volume (tempo e repetições) e baixa intensidade (carga) de trabalho, o que possibilita a melhora no desempenho em provas de longa duração, porém com baixa margem de efeito na flexibilidade muscular e na potência aeróbia. Em contra partida, o treinamento de resistência de força que é caracterizado pela alta intensidade e baixo volume de trabalho, possibilita um melhor desempenho na potência anaeróbia, mas com baixa margem de efeito em nível de endurance.




Este curso vai proporcionar a você ter total conhecimento: Técnicas, procedimentos, metodologia, oportunidades, criatividade relacionados aos fundamentos do voleibol como saque, toque, manchete, levantamento, ataque, defesa e bloqueio.Aprenderá como montar treinos para suas equipes sendo elas escolares, de comunidade e clubes. Clique aqui e saiba mais!

Sou a Dani, a atendente do Quero Conteúdo e posso te indicar cursos e ebooks sobre esse assunto.. Entre em contato conosco através do Email, do Whatsapp ou do Messenger

Comente:

Nenhum comentário