Como aprender a usar o Laser na Fonoaudiologia?




A laserterapia é indicada para uma série de tratamentos, isoladamente ou como complemento de uma terapia.
Na área da saúde, o laser pode ser classificado como de alta ou baixa potência. O laser de alta potência é de uso médico e odontológico e podem gerar danos programados ao tecido sendo, portanto, utilizados para fins cirúrgicos.
Já o laser de baixa potência, apresenta menor intensidade. Por essa razão, fornece ao organismo energia suficiente para promover mudanças bioquímicas no meio intracelular, como aumento da produção de ATP e ativação de enzimas antioxidantes, permitindo que o organismo retome sua homeostase e seu bom funcionamento.
Esse tipo de laser tem a propriedade de irradiar a energia da luz em um ponto específico, em potência reduzida. Essa irradiação provoca efeitos fotofísicos, fotoquímicos e fotomecânicos nas células dos tecidos tratados. Exatamente por isso, ele pode estimular o processo de cicatrização e regeneração natural do organismo humano.
Ainda sobre o laser de baixa potência, cabe ressaltar que o número de sessões de laserterapia é variável. A quantidade vai depender do tipo de enfermidade tratada ou do estímulo que se pretende produzir.
Há uma série de tratamentos fonoaudiológicos que podem ser beneficiados com a laserterapia, principalmente em relação à motricidade orofacial, à disfagia e à voz.
Vivemos uma época de grandes descobertas terapêuticas e uma delas se chama LASER Sua eficácia e ausência de efeitos colaterais é cientificamente comprovada.   Quer saber como utilizar todos os recursos do Laser na Fonoaudiologia? Indico um CONAFONO só sobre isso. Clique aqui!

Sou a Dani, a atendente do Quero Conteúdo e posso te indicar cursos e ebooks sobre esse assunto.. Entre em contato conosco através do Email, do Whatsapp ou do Messenger

Comente:

Nenhum comentário